página inicial quem somos o que oferecemos a afasia como comunicar testemunhos publicações contactos  
 
     
         
 
 
Testemunhos
     

A CONCRETIZAÇÃO DE UM SONHO - Por Conceição Matos

Casado, com filhos, uma vida activa e cheia de realizações pessoais e profissionais...

O que fora uma vida cheia de adrenalina, responsabilidade, “altos vôos”, stress... parece ter acabado numa fracção de segundo! O percurso do António parecia ter chegado ao fim.

A realidade parecia cruel demais para se aceitar ou compreender...

De um momento para o outro instalaram-se, dentro dele, sentimentos que nunca antes saboreara: angústia, revolta, dor, impotência... não só pela perturbação em si, mas também pelas consequências pessoais, familiares, sociais e humanas...

O António sentia-se o mesmo, mas aprisionado dentro do seu corpo, sem se poder expressar, sem se fazer comppreender, fosse de que maneira fosse. Se os olhos falassem!

Ninguém podia imaginar quão grande era a dor, o desespero e a tristeza, na sua alma, por se ver rodeado pela ignorância e imcompreensão dos outros.

O seu desespero crescia cada vez mais, ao invés de se sentir conformado, amado e compreendido.

Todos confundiram as consequências da sua afasia (Troca de palavras, omissão de sintaxe, da fluência, do discurso...) com os sintomas nefastos de uma doença mental.

Foi internado, medicado e tratado, melhor, drogado como um doente psiquiátrico.

Dentro dele tudo estava intacto: A emoção, o raciocínio, os sentimentos, a personalidade... tudo o que aprendera, ao longo dos anos da sua vida estava dentro de si, intocável, inalterável... A única diferença é que dantes lia, escrevia. falava... e agora NÃO!

Estava melhor só, ou melhor, sentia-se só, na sua “cela interior”, em que a falta de apoio, o desespero, a revolta e outros sentimentos se misturavam com tanta força, como a vontade de mudar a sua situação e a daqueles, que sofriam o mesmo.

António, assim que possível, resolveu lutar e envolver terapeutas da fala e fisioterapeutas, na realização do seu sonho: Criar uma Associação, que visasse sensibilizar a sociedade sobre esta perturbação e criasse, dentro dele, espaços de convívio onde os afásicos pudessem encontrar forma de superar uma tão cruel forma de estar na vida.

Fez-se o que se pôde. O António fez muito. A Associação esta cá e é onde muitos vêm “beber” explicações para o que lhes aconteceu e vêm buscar entre-ajuda... onde sabem que podem falar sobre o que quiserem, porque são ouvidos, compreendidos e há diálogo... onde são acolhidos como se a afasia não fizesse parte deles. Há tempo para eles, há maneira de comtornar as dificuldades de comunicação e há sobretudo , amizade!

O António é possuidor de uma personalidade forte e de uma coragem indestrutível!

Com uma aparência serena, firme e convicta... é um lutador, cuja existência e passado, são o primeiro pilar na existência desta Associação.

 

TESTEMUNHO RECOLHIDO POR CONCEIÇÃO MATOS

 

 

 

     
 
logotipo heldersign